Pesquisar este blog

terça-feira, 17 de setembro de 2013


N. DO B: AGORA BAGUNÇOU DE VEZ ESSA ATUAL ADMINISTRAÇÃO. TENHO MAIS DE VINTE ANOS COMO SERVIDOR PÚBLICO (POLÍCIA CIVIL E JUSTIÇA DO TRABALHO) E NUNCA TINHA VISTO ESSE TIPO DE RELAÇÃO DE TRABALHO, POSTO QUE TEM O MENOR APRENDIZ, EMPREITEIRO, VOLUNTARIADO, ESTAGIÁRIO, SERVIDOR PÚBLICO, DENTRE OUTROS. NESSA INOVAÇÃO CRIADA PELA CASA DA ELIENE, SEU ESPOSO DIZ QUE NÃO DÁ PITACO EM NADA, NÃO TEM PORTARIA DESIGNANDO-O COMO SERVIDOR, MAS VIVE A DAR ENTREVISTAS COMO 'SERVIDOR' DA SEMINFRA. MAS PARA PIORAR, A PREFEITA FALA UMA COISA E O ESPOSO-SECRETÁRIO-TEMPORÁRIO-VOLUNTÁRIO FALA OUTRA.
COMO EXEMPLO O CASO DO EX-SECRETÁRIO, QUE A PREFEITA DIZ QUE FOI EXONERADO POR CAUSA DO VÍNCULO DO MANOEL NETO COM A IFPA, MAS ESTE VAI FICAR COM UM CARGO TÉCNICO. NÃO HÁ INCOMPATIBILIDADE DE HORÁRIO (O CARGO NA IFPA É DE DEDICAÇÃO EXCLUSIVA!!)? TÁ! MAS O ESPOSO-SECRETÁRIO-TEMPORÁRIO-VOLUNTÁRIO FALOU QUE O NETO NÃO TINHA SIDO EXONERADO!
E AGORA, ALÉM DA PROCURADORA GERAL NOMEAR SEUS PARENTES PARA CARGO EM COMISSÃO, AGORA É A PREFEITA QUE NOMEIA SEU ESPOSO!
COMO DIZ UM AMIGO MEU: O HOMEM LÁ DE CIMA ESTÁ ANOTANDO TUDO NO SEU LIVRO!!DEUS ESTÁ VENDO ISSO, PODEM TER CERTEZA!

Anônimo disse...
Pelo que deu para entender pela entrevista, o ex-secretário, em virtude de incompatibilidade de horários, deixou de ser secretário para ficar como técnico, provavelmente com uma consultoria/contrato (mais um...).
Estranho que após nove meses ele ainda não "perdeu" o concurso, pois como é sabido por todos, o cargo de secretário municipal "deveria" ser de dedicação exclusiva, ficando portanto incompatível o acúmulo de cargos públicos (secretário com o cargo de professor do IFPA).
Quanto ao fato do esposo da Prefeita dizer que está na secretaria apenas "ajudando" os demais funcionários e que não tem gerência nenhuma sobre o cargo, sem nenhuma portaria, totalmente irregular, imoral e ilegal tal comportamento, pois a secretaria é um órgão público, sendo que todos que lá trabalham obrigatoriamente tem que ter um vínculo formal com o setor, pois, inclusive, responde cível e criminalmente por seus atos, como também a prefeitura e, pelo que sabemos, não existe o cargo de "1º damo".... devendo referido senhor se abster de qualquer ato sem que tenha competência para tanto (vínculo legal).
Quanto a competência da Srª Eunice, talvez ela tenha a competência legal, se tiver sido nomeada para responder interinamente pela secretaria, até a nomeação de novo titular, quanto a competência técnica, acho que não precisamos nem comentar, vide o estrago no setor de tributos, o que se dizer na infraestrutura....
Realmente, precisamos de muita oração, de preferência, fora do horário do expediente.
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog