Pesquisar este blog

segunda-feira, 26 de agosto de 2013


A menor, que ao ver a polícia se abraçou com João Alves, não querendo se separar dele, agressiva, a menina deu trabalho para que os policiais conduzisse o homem até a viatura.



Na cidade de Lago da Pedra e região, não se fala de outro assuntos, nesta quinta-feira (22), todos se surpreenderam com a noticia que João Alves Castro Neto (foto), 29 anos, vivia como marido e mulher, com a menor A. de 11 anos de


idade, mantendo relações sexuais. Os dois estavam convivendo a cerca de dois meses no povoado Lagoa Seca, distante 35 km da sede. João Alves viva com mãe da menor em São Paulo, quando começou a manter relações com a enteada, o homem então decidiu levar a menor para Lago da Pedra, segundo ele, com o consentimento da mãe.


Continua...


Após denúncias feitas pela mãe da menor, na manhã desta quinta-feira, acompanhada do conselho tutelar, uma equipe da polícia civil comandada pelo delegado, Dr. Lúcio Rogério, se dirigiu para o povoado Lagoa Seca para averiguar o caso, e lá se depararam com o homem e a menor, que ao ver a polícia se abraçou com João Alves, não querendo se separar dele, agressiva, a menina deu trabalho para que os policiais conduzisse o homem até a viatura. João Alves foi atuado por prática de estupro e está a disposição da justiça na delegacia de Lago da Pedra.


João Alves falou que ama a menor, e que queria morar com ela, o mesmo falou a criança inocente, disse gostar dele.


A mãe da criança mora em São Paulo, tem nove filhos, um deles mora na Itália.


O blog parabeniza aos agentes da polícia civil, o esforço do conselho tutelar, que mesmo sem estruturas, cuidaram muito bem de um caso delicado. Ao município ficam as lamentações por ainda não ter uma casa de apoio para esses casos, já foi cogitado em audiência pública, mas até agora, nada.


Walney Batista
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog