Pesquisar este blog

terça-feira, 3 de maio de 2011


O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp) afirma que a Prefeitura Municipal de Novo Progresso  virou as costas para os seus professores, que há  anos não recebem reajuste salarial. A entidade diz que os 12% oferecidos pela prefeitura estaria reduzindo a diferença entre nível médio e superior já garantido no PCCR de 40% para 39%. Por outro lado, argumenta o Sintepp, que a categoria decidiu manter a proposta inicial feita  ao secretario de Educação e aos representantes da prefeita.
PROPOSTA DO SINTEPP
-REAJUSTE DO MAGISTERIO DE 15,85% na matriz do vencimento do PCCR em todos os níveis e classes , a partir do valor de R$:1050(hum mil e cinqüenta) já garantidos no PCCR entre nível médio e superior.
- DIFERENÇA DO PÓS GRADUADO para o GRADUADO de 2,5% para 10% uma vez que em 2010 não houve reajuste  para os mesmos totalizando 23.75% (15.85% + 7.5%)”Os devidos reajustes deverão ser pagos com retroativos obedecendo a Lei do Piso que estipula o reajuste a partir de janeiro”
-Alem dessas reivindicações salariais   o SINTEPP quer também o concurso Público para classe.
A coordenadora do SITNEPP de Novo Progresso professora Núbia Machado disse que este sindicato sempre preservou pelo direito, nunca esquecendo os deveres e que  a greve acontecera caso a prefeitura não atenda as reivindicações da classe em 72 horas, a greve é um meio legal de se fazer ouvir e de reivindicar os direitos de quem sempre procurou o dialogo para solucionar os problemas  e que o único motivo é por  respeito e justiça, finaliza
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog