Pesquisar este blog

sexta-feira, 27 de julho de 2012


16 anos de uma função digna jogados fora por um “vacilo” e pela ânsia de ganhar dinheiro fácil. Foi que aconteceu com Sônia Odeise Ferreira da Silva, que trabalhava no Centro de Recuperação de Itaituba (CRI). Ela foi presa no domingo (22), acusada de tráfico de droga e, na tarde de quarta feira (25), foi transferida para o presídio do município, onde ela ficará como presidiária e não como agente.
Sônia Odeise Ferreira da Silva tem 38 anos de idade e há 16 trabalhava como agente penitenciaria do Presídio de Itaituba.

Durante todo esse tempo ela se envolveu em algumas polêmicas na casa penal. A prisão de Sônia foi efetuada pelo Grupo Tático da Polícia Militar durante uma operação de rotina. A prisão aconteceu na casa da acusada, localizada na 20ª Rua do bairro Bela Vista.


Drogas, dinheiro e objetos encontrados em poder da acusada


Há bastante tempo circulam denuncias de que drogas e Celulares estariam entrando no Presídio por facilitação, mas a direção do presídio nunca conseguiu identificar quem estaria facilitando a entrada das drogas e dos celulares, segundo informações repassadas a este Blog, foi de que, usaram um agente prisional como “bode expiatório” para tentar encobrir o real (facilitador ou facilitadora) dos materiais. Na ultima vistoria realizada no presídio de Itaituba foram encontrados 19 celulares. Recentemente alguns agentes impediram a entrada de Drogas dentro de uma Bola e Celulares dentro de biscoitos.
Segundo o Delegado José Dias Bezerra, Sônia será investigada pelo Policia Civil de Itaituba sob a possível facilitação da entrada de drogas e celulares no presídio de Itaituba. Caso seja comprovada a denuncia, a situação da ex-agente ficará mais complicada (Com informes do Blogdojuniorribeiro).


Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog