Pesquisar este blog

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Parece que chegou ao fim a queda de braço entre PMDB e PSB,o Tribunal Superior Eleitoral(TSE),manteve a cassação do vice prefeito de Itaituba Dr.Edir Pires do PMDB,no caso de infidelidade partidaria. na eleição de 2008 ele disputou a eleição na coligação "frente do trabalho",composta na majoritaria pelo PMDB-PSB,onde pelo acordo politico o PSB indicou o Vice para compor com o PMDB, este vice era EDIR PIRES.A COLIGAÇÃO FRENTE DO TRABALHO, perdeu a eleição e entrou junto ao TRE pedindo a cassação do eleito ROSELITO SOARES, sob o argumento de que houve compra de votos e abuso do poder econômico, no momento em que o processo que ajuizaram estava tramitando no TRE-PA
ele, EDIR PIRES, em acordo com alguns lideres politicos,visando enfraquecer o PSB, pediu desfiliação do PSB e foi para o PMDB,
ou seja, ele ainda não estava diplomado, mas estava com processo em andamento e este processo so foi possivel ser ajuizado
porque havia o VICE-PREFEITO pelo PSB e com a saida, dentro da regra da Resolução 22.610 TSE
O relator do TSE foi o Ministro Marcelo Ribeiro,pela decisão julgado improcedente o recurso de agravo de instrumento,de um lado os Advogados o conceituado Sabato Rossette representando o PMDB e de outro lado o Itaitubense Emanuel Bentes que levantou a tese de jurisprudência juridica,ou seja o mandato não é uma caixa de presente que se leva para casa e sim um direito,nao uma propriedade,em jogo o interesse público.
A decisão oficial sera públicada oficialmente no dia 


Fonte: Blog do Elias Junior
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog