Pesquisar este blog

sábado, 12 de novembro de 2011


 Nos últimos meses, verificou-se o aumento da frequência do uso de telefones celulares no trânsito de Itaituba. Várias pessoas reclamam de atos perigosos cometidos no trânsito causados por pessoas que estão falando ao celular no mesmo instante em que conduz tanto automóvel como motocicletas.
De acordo com o especialista em trânsito Walber Paschoal, doutor em engenharia de transportes da Universidade Federal Fluminense (UFF), não há estatística consolidada no Brasil. No entanto, estudos ligados a entidades americanas mostram o perigo do uso do celular no trânsito.
“Quando você dirige falando ao celular, aumenta em quatro vezes o tempo de ação e reação no trânsito. Os estudos também comprovam que a percepção do motorista diminui cerca de 37%. Nesse período em que ele está falando ao celular, a percepção fica igual a de um motorista que está dirigindo alcoolizado, a diferença é que quem está embriagado fica com uma percepção menor durante todo o tempo, não durante apenas um período e as consequências são mais drásticas”, explica.
Walber esclarece que o tempo de ação e reação de uma pessoa sóbria e sem distrações, varia de 0,75 a 2 segundos. Quanto maior o tempo, maior o risco de acidentes.
“Quando um motorista está dirigindo a 40 km/h e perde a concentração durante um segundo, o carro irá andar, nesse pequeno espaço de tempo, cerca de 11 metros”, diz.
O especialista afirma que o fato de o motorista não utilizar as duas mãos no volante, como determina o CTB, tira a concentração do que está acontecendo ao redor.
O artigo 252 do Código veda o uso do celular enquanto o condutor dirige. A multa para quem infrigir a legislação é de R$ 85,13, pois esse tipo de infração é considerada média e o motorista perderá quatro pontos na carteira.
http://jornal.ofluminense.com.br/

http://www.detran.pa.gov.br/
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog