Pesquisar este blog

quarta-feira, 19 de outubro de 2011



Corridas mais justas: Mototaxis vão ter que instalar motocímetros.

O serviço de mototaxi de Itaituba poderá se adequar a mais um item, na relação Passageiro x Mototaxista. Está prevista para o primeiro semestre de 2012, a instalação de Motocímetro, que é um equipamento eletrônico semelhante ao taxímetro, desenvolvido especialmente para o uso em motos, capaz de reproduzir exatamente a tarifa. Sua utilização deverá ser restrita aos mototaxistas licenciados pelo poder público, sob supervisão do sindicato da classe, sendo instalados e aferidos por agentes credenciados pelo sindicato.

O equipamento já foi testado e aprovado, em diversas cidades brasileiras, onde o serviço de mototaxi foi implantado. O custo médio dos equipamentos é de R$ 400,00, e será bancado pelos próprios mototaxistas.

Motocímetro aplicado em veículos ciclo motores cujo resultado prático permite que uma vez instalado o condutor do veículo possa definir funções tais como definição do tipo de bandeira (1 ou 2); controle da quilometragem rodada; controle do tempo de parada na corrida; armazenagem do último valor da corrida e comunicação com periféricos, tais como dispositivos como sensor de monitoramento e aquisição de dados, sendo que para tal foi idealizado produto motocímetro composto de uma tampa frontal e um receptáculo posterior, fabricados preferivelmente com material polimérico, cujo interior recebe uma componente placa microprocessadora às teclas de seleção e de inicialização, apresentando ainda um par de lacres de segurança, respectivamente.

As especulações sobre a implantação dessa nova ferramenta já estão previstas desde 2009, logo depois da implantação do serviço de mototaxi, em Santarém, de forma oficial. A lei Federal 18.054, de 2007, não será alterada, em razão da implantação do equipamento, bastando apenas a assinatura de um decreto por parte do prefeito.

Para o Coordenador da Comtri em Itaituba, Elizeu Santos, enquanto órgão gerenciador, deve se valer da tecnologia, para resolver impasses criados entre passageiros e usuários do serviço. Não são poucas as reclamações que chegam à COMTRI, sobre cobranças abusivas de corridas. Elizeu disse que o passageiro, não deve ceder às pressões de moto taxistas que fazem verdadeiras extorções, principalmente quando as corridas são mais longas.

Quanto ao preço oficial das corridas consideradas curtas, hoje é de R$3.00, e valores negociados, quando ultrapassa os limites estabelecidos pela Comtri, é nessas ocasiões que acontecem os abusos.

Uma reunião da classe dos mototaxistas vai acontecer amanhã, em breve, onde diversos assuntos estarão em pauta. Entre eles, a instalação do motocímetro, o uso obrigatório de camisas e coletes, e outros.
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog