Pesquisar este blog

sexta-feira, 15 de junho de 2012


O SINDETRAN/PA, através das emissoras de rádio e televisão, informa à Sociedade, que a partir do dia 15 de junho de 2012 (sexta-feira), entraremos em greve por tempo indeterminado exigindo condições necessárias de trabalho e o cumprimento dos acordos entre governo e servidores não materializados; que incluem tanto condições físico-estruturais adequadas ao bom funcionamento da Autarquia, quanto condições salariais dignas, como forma de valorização do servidor, de modo a reverter-se em melhorias da prestação de serviço público a toda a população de nosso Estado.

O Departamento de Trânsito do Estado do Pará é uma Autarquia criada para atender as demandas na área de trânsito: educação, engenharia e fiscalização. E como tal possui arrecadação própria e autonomia administrativa e financeira para gestar os seus recursos. Entretanto, nos últimos dez anos, esta Autarquia passa por um processo de sucateamento dos serviços e de infraestrutura, tais como: falta de espaço no Parque de Retenção para os carros que são apreendidos e que se transformou em uma enorme sucataria; quantidade de servidores não suficientes para acompanhar o aumento da frota de veículos do Estado; atendimento inadequado aos usuários que tem que contar com a “boa vontade” da administração pública, mediante uma estrutura tecnológica defasada, que leva uma espera de mais de três horas para por exemplo, colocar um lacre no veículo, pois, a quantidade de servidores, como já mencionamos, é insuficiente para realizar o serviço; a má gestão dos recursos públicos, aliada a falta de gestão comprometida com a valoração do servidor, que debilita a resposta dos serviços; a ausência de gestores com perfil técnico na área de trânsito, resultante das indicações político-partidárias descompromissadas com o serviço público de qualidade, que ocasiona o emperramento da capacidade do servidor da Autarquia e a falta da agilidade das respostas na prestação do serviço, etc...


No Governo atual, já passaram várias indicações políticas pela Direção Geral do Detran. Inclusive, alguns deles respondem a processos judiciais. O que se vê, diante dos indicativos das mencionadas gestões, são recursos gastos em contratos e convênios nebulosos, que deveriam ser investidos em serviço de qualidade e para o aumento da dignidade do servidor desta Autarquia.


É válido esclarecer que, com a Lei de Reestruturação, os servidores do Detran NÃO tiveram os 102% (por centos) de aumento conforme foi sinalizado pelo Governo, e sim, reposição parcial das perdas salariais; uma vez que o reajuste foi em cima do vencimento que era um salário mínimo (R$ 622,00) para todas as escolaridades, e a gratificação de trânsito específica para quem trabalha na área de trânsito/DETRAN.


O Plano de Cargo, Carreira e Remuneração (PCCR) é um sonho de mais de 10 anos de todos os servidores efetivos, e que tem por finalidade a valorização de todos dentro da Autarquia. Os servidores, sobretudo, os com mais de 30 anos de serviço, estão à espera da aprovação do PCCR para pedirem as suas aposentadorias, visto que não dá para viver com a mínima qualidade com o salário de aposentado do Detran; muitos são os colegas de trabalho que já “se foram” e não viram, pelo menos, os louros dessa luta, portanto esperamos que este sonho hoje se torne real e que o Governo saiba cumprir com o que foi acordado com os servidores do Detran. 


Enfim se espera que as pautas de nossas reivindicações sejam colocadas já em prática, e que não fique somente em um discurso infundado, por nós já conhecido, como de período de eleição.


Lutamos por melhores condições de trabalho, respeito e dignidade no serviço público e o PCCR já!
Belém, 13 de junho de 2012
Sindetran - PA
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog