Pesquisar este blog

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012



Ela comemora 396 anos de fundação, e cada vez mais se consolida como a capital da Amazônia mais atraente para o turista. A aniversariante do mês, Belém do Grão Pará, é a preferência pelos turistas pelo simples motivo: diversidade cultural, o verde das ruas e ilhas e a criatividade de sua população são características da cidade que melhor sintetizam a Amazônia. Um passeio com olhar mais atento pelas ruas do seu primeiro bairro, a Cidade Velha, pode revelar um pouco da hibridez cultural e arquitetônica de Belém do Pará.

Outro traço marcante da capital paraense é a presença portuguesa registrada no Complexo Feliz Lusitânia, com a Casa das Onze Janelas, o Museu de Arte Sacra e Igreja de Santo Alexandre, a Catedral Metropolitana e o Forte do Presépio, que além de ser o ponto de fundação da cidade, guarda relíquias dos primeiros habitantes da Amazônia, os índios.

Ao visitar maior mercado a céu aberto do país, o Ver-o-Peso, o que chama atenção é a arquitetura inglesa presente na Praça do Relógio, Mercado de Carne e Mercado de Ferro, um dos principais símbolos da cidade. A feira do Ver-o-Peso, onde se vendem as mais variadas frutas e iguarias da Amazônia, é também local de encontro entre diversas culturas. Ao centro, o Solar da Beira, que retrata o requinte da época da fundação de Belém, como toda a arquitetura em volta do local.

Belém presenteia seu povo e seus turistas com a Estação das Docas, que nasceu da transformação de simples galpões de ferro, importados da Europa, ao mais imponente complexo de lazer, gastronomia e turismo da região. Para o almoço, ao por do sol ou noite adentro, é lá que todos se encontram, para se deliciar com a brisa oriunda da Baía do Guajará, com a alegria contagiante do lugar ou com o cardápio, de excelente qualidade e sabor da culinária paraense.

Natureza – O Mangal das Graças é um exemplo de como a capital paraense consegue unir modernidade e preservação ambiental. O espaço construído às margens do rio Guamá, preserva boa parte da vegetação de mangue e põe o visitante em contato com algumas espécies de pássaros e outros animais da região. No local odemos ver o Museu da Navegação e um mirante de 40 metros de onde se tem uma visão privilegiada da cidade e das ilhas de Belém.

A natureza verde de Belém ainda pode ser vista no Jardim Botânico Bosque Rodrigues Alves, no Museu Paraense Emílio Goeldi e no Bioparque Amazônia.

Redação Portal ORM com informações da Agência Pará
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog