Pesquisar este blog

domingo, 23 de fevereiro de 2014

A advogada Leda Marta e sua filha, mortas de maneira cruel.

Um crime bárbaro com requinte de crueldade chocou Itaituba no sábado dia 22, quando foram assassinadas a advogada, empresária e procuradora jurídica do município Leda Marta, que era paranaense, natural de Palotina, mas estava radicada há vários anos em Itaituba, sua filha Hanna e sua funcionária de prenome Tainara natural de Fordlândia, município de Aveiro.
Leda era da Diretoria da OAB,constituída só por mulheres- Foto-Nazareno Santos


Policia periciando a loja em busca de pistas do criminoso

o Assassinato ocorreu nos fundo da Loja belíssima,no apartamento das vitimas, na trav. Victor Campos. Segundo informações preliminares da Policia a principio o principal suspeito seria o ex marido da advogada, o também advogado Altair dos Santos que está detido para averiguações. 
Ex esposo é suspeito.

Durante a noite de sábado(22) as Policias Civil e militar estiveram averiguando imagens obtidas da empresa Ourominas que fica ao lado do local do triplo assassinato aonde aparece na calçada da loja um homem alto, com boné na cabeça que não teria semelhança física com o acusado. 
polciais analisando imagens da Câmera

Outras câmeras serão requisitadas pela Policia já que se trata de um crime complexo e exige apurada investigação. Nas investigações a Policia deduz que as três foram mortas às 9 da manhã e o assassino teria fugido fechando a porta da loja Belíssima, de propriedade de Leda, quando levou o molho de chaves sem chamar a atenção na rua.
Muitos curiosos no local do crime

Suspeito detido na delegacia,enquanto a policia apura os fatos

Somente por volta das 15 horas quando os corpos foram descobertos é que o IML, Corpo de Bombeiros, Policia Militar e Policia Civil estiveram no local fazendo a remoção dos corpos por volta das 20 horas.
Segundo o delegado Cleber Pascoal que também está envolvido nas investigações do crime, ainda não se pode tirar conclusões sobre a autoria do crime haja vista que as imagens que aparecem no circuito das câmeras não tem a semelhança física do acusado que está detido para que as investigações prossigam até que se obtenha provas consistentes.

Postado por Nazaren
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog