Pesquisar este blog

domingo, 4 de dezembro de 2011

A criança de apenas um mês teve 10 costelas e o fêmur quebrados e um traumatismo no crânio.
A pequena Helen
A criança sofreu varias fraturas e foi transferida para Santarém. Na delegacia ele afirmou que teria espancado a pequena Helen Vitória porque se irritou com o choro da criança.
O choro da pequena Helen vitória de apenas um mês e vinte e seis dias de vida é comovente, vitima de um bárbaro espancamento do padrasto a criança quebrou dez costelas, o fêmur e teve traumatismo craniano.
Jonilson, o agressor
o espancamento aconteceu na noite de quinta feira na comunidade de Paraná Miri, mas a criança só foi trazida para o hospital praticamente vinte e quatro horas depois.
Já medicada, a criança que estava debilitada começou a reagir bem ao tratamento.

De inicio os familiares da criança relataram que teria sido uma irmã de Helem Vitória de dois anos de idade, a responsável pelas lesões, mas o fato levantou suspeitas e os enfermeiros resolveram acionar a Policia Civil e o Conselho Tutelar.
Assim que viu as fotos da criança em um aparelho celular a conselheira Sandra Martins afirmou ter ficado chocada com tamanha crueldade. A conselheira também disse que a mãe teria revelado que ela e a outra filha do casal também sofrem constantemente agressões.
Eliane Felix Vaz tem 19 anos e Helem Vitória é sua segunda filha. Ela relata que o casal discutia quando Jonilson Luna, seu companheiro, se descontrolou e começou a espancar a criança. O pai de Jonilson defendeu o filho afirmando que o mesmo tem distúrbios mentais.
Assim que o coso foi comunicado a polícia, uma diligencia foi direcionada a comunidade de Paraná Miri com o objetivo de prender o acusado.
Na delegacia Jonilson Luna dos Santos, o monstro do Paraná Miri como está sendo chamado, depois de muita insistência resolveu falar, disse que espancou o bebê porque teria ficado irritado com o choro da criança.

Fonte/texto e imagem: http://garimpandonoticias.blogspot.com/
com informações de J Barros
Texto com alterações sem modificar a idéia do original
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog