Pesquisar este blog

domingo, 12 de dezembro de 2010

Na década de 70, o projeto da rodovia Transamazônica (BR-230) era o símbolo do “Brasil grande”. Do meio da floresta Amazônica surgiria uma ligação da parte oeste com a leste do país. Mas, ainda hoje, 40 anos depois, a obra está sem conclusão.


O governo do general Emílio Médici planejou construir 5.000 km de estradas entre o Norte e o Nordeste do país, fazendo a conexão com o Peru e o Equador. O objetivo era escoar a produção brasileira para o Oceano Pacífico.

Atualmente, na época de chuvas, é praticamente impossível atravessar a rodovia, que se torna um atoleiro com enorme quantidade de obstáculos, já que a maior parte dela ainda não foi asfaltada.

Muitos dos trechos são usados para travessia de rebanhos de gado, porque os pastos se proliferaram na Amazônia nas últimas décadas. A região em torno da Transamazônica também sofre com o aumento do desmatamento e com a pobreza
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog