Pesquisar este blog

sexta-feira, 2 de novembro de 2012


A “Retomada” da luta em prol da criação do Estado do Tapajós, em 26/10 foi marcada por um protesto na tribuna da Câmara Municipal de Santarém.


Benerson Metal depois de ter seu pedido de fala negado pelos organizadores do evento tomou uma atitude que poucos se atrevem, ao se posicionar atrás da tribuna e na ocasião em que o mestre de cerimônia passou o uso da palavra ao então Prefeito eleito de Santarém Alexandre Von (PSDB), o Metal passou a frente e começou a discursar para o publico que lotava as dependências da Câmara.


Com voz firme quase aos gritos, falava ali em nome da democracia e da Constituição Federal, e disparou contra os membros do Instituto e políticos ali presentes, disse que o Projeto de retomada que estavam lançando já estava nascendo morto, pois alem do envolvimento de políticos do Grupo do Governador Jatene, que é nosso maior inimigo.

O objetivo do PLIP- Projeto de Lei de Iniciativa Popular, é Inconstitucional, pois pede alteração da redação ela Constituição Federal e protegidos por Deus.dos artigos 7 e 10 da Lei 9.709/98 que segundo ele já foi julgado pelo supremo e irão dar com “burros na água” como outros projetos que tem o mesmo objetivo e que estão paralisados no Congresso Nacional. Metal disse ainda que já existe um PLIP em favor da criação dos estados de Tapajós e Carajás em circulação por todo Brasil com mais de 200 assinaturas já coletadas, e que o lançamento de um outro PLIP só Iria trazer prejuízos ao movimento separatista.


Benerson Metal disse ainda que o Tapajós nunca conseguirá emancipar sem apoio do Carajás e vice-versa, que divididos só irão beneficiar os que são contra a divisão do estado, como o governador Jatene.


E concluiu: A luta é do povo e para o povo, amparados pela Constituição Federal e protegidos por Deus.


P.S. Informações sobre o PLIP já existente visite o site: www.tapajosecarajas.com.br.
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog