Pesquisar este blog

quinta-feira, 7 de abril de 2011


A principio saiu na imprensa versão de que ele teria sido envenenado, depois teria cometido suicídio, mas a verdadeira causa da morte do comerciário  João Soares de Souza,de 57 anos segundo seus familiares é que ele foi v´tima de um Ataque Vascular cerebral(AVC) quando estava deitado em sua rede após ter sido interrogado na 19ª Seccional de Policia.

João que trabalha há cerca de 11 anos na loja Fortina ao ser acusado por Francisca Silva do furto de mil e oitocentos reais entrou em depressão se isolou e  acabou morrendo de um AVC. A vitima que residia na 13 de maio (Beco da ponte) foi defendido por seu patrão o empresário José  Adaulto com que trabalhava ha mais de 11 anos em sua loja que disse que jamais João faria tal coisa por ser tratar de uma pessoa idônea e honesta.

Mas familiares da vítima entre eles o seu tio Elinaldo Souza Bentes acusam os investigadores Hércules e Miguel por”tortura psicológica” contra o comerciário. Elinado conta que seu sobrinho ao apresentar-se espontaneamente na 19ª seccional da sala do delegado José bezerra foi levado para uma outra sala ao lado onde os investigadores teriam feito pressão psicológica usando termos como”Tens que vomitar o dinheiro”.
Elinaldo disse ainda que os investigadores ao  mesmo  tempo que gritavam com o comerciário ameaçavam colocá-lo de cuecas junto com os outros presos para receber corretivo o que causou verdadeiro pânico em João que jamais tinha sido chamado em uma delegacia.

O sobrinho  da vítima critica a policia civil de Itaituba afirmando que recentemente  foi  alvo de assaltantes  quando ao meio dia perdeu do dia 4 de janeiro deste ano perdeu mais de trinta e cinco mil reais para os ladrões sem que até hoje fossem presos,acreditando que sequer a policia investigou o caso, enquanto que contra um simples trabalhador usaram de todos os meios para fazê-lo confessar um crime que não teria cometido.

Adailton José de Souza também defende João dizendo que a mulher que o acusou seria uma pessoa mentirosa e de péssima índole teria mentido já que o dinheiro em questão ainda é um mistério. Adailton disse que a mulher chegou do garimpo e ainda foi farrear em um hotel da cidade, mesmo o comerciário estando sendo velado,o que para ele demonstra o cinismo e grau de periculosidade da denunciante.



Sobre as acusações de tortura psicológica, os investigadores Hélio e Miguel, assim comoo delegado José Bezerra não quiseram se pronunciar a respeito das denuncias de que o comerciário teria sido vítima de tortura psicológica para confessar um suposto roubo do qual vinha sendo acusado.Os parentes do comerciário que teria sido torturado na 19ª seccional vão levar o caso a corregedoria de Policia,ao governo do estado para que os policias sejam punidos.

 Nazareno Santos 
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação !

Aquivo deste blog